It happened overnight. Or it seemed to happen that way. Last Thursday, my two-year-old Elias decided he no longer enjoyed brushing his teeth in the morning. Rather than cooperating with me like he did on Wednesday morning, he screamed “NOOOOOOO!” at me like he had a choice.

“Elias,” I said, “We have to go brush your teeth. Let’s go, Bubbs.” (I sometimes call him Bubbs.)

“Nooooooo!”

So I proceed to pick him up. Well, I tried to pick him up. It was hard because he’d contorted his body into a upside down “U” and was grabbing onto his chair for dear life. My hands were tucked under his waist, trying to pull him up into my arms.

“No Daddy! No Daddy! No Daddy!”

What has happened to my son? I thought. He was so reasonable yesterday. Today, he’s possessed.

Frustration started stirring in the back of my neck–you know that feeling, something between a headache and turning into the Incredible Hulk. I breathed. The human inside me wanted to let go of him just to see what would happen, to pay him back for being such a little snot. But the Daddy in me held on.

I managed to pry his fingers loose from his chair and pulled him into my arms (he was sort of “P”-shaped now, and “P”-shaped is easier). I carried him into the bathroom.

I then attempted to set him down on the toilet (the lid was down, of course), but as soon as I prepared to this, he went transformed back into his “U” shape, except this time it was a sideways “U,” a stiffer, angrier “U.”

“Elias,” I said, “Do you want a timeout?”

“No.”

“Then sit your bottom down on that seat.”

“No.”

I considered letting go again. But I couldn’t bring myself to do it. The “Daddy” in me kept saying, “Be a parent. Be a parent.”

I finally was able to get some toothpaste in his mouth. I’m not sure you can call what I did actually “brushing,” but his breath smelled like bubblegum, so I was satisfied.

Four minutes later, Elias was laughing, smiling, blowing kisses, etc as he and Jessica left for school/work.

Maybe he was just having a difficult morning. I thought. Tomorrow will be different.

But no. Every morning since last Thursday, brushing his teeth (and a couple times, getting his shoes and socks on) has led to screeching “U”-shaped chaos.

Yesterday morning, he had two time-outs. And he slapped me during one of them. I grabbed his little hand and bit it. I’M KIDDING! I just wanted to do that. (Isn’t it insane the “monster” that kids can bring out in you?) But I did grab his hands and gently held them and said, “Elias, we don’t hit. Hands are for touching and hugging and picking up things…. blah blah blah… Mommy and Daddy don’t hit Elias and we get very sad when you hit us.”

I let go of his hand. And do you know what he did? He looked right at me and gently slapped my arm.

Sigh. But he did apologize. 🙂

So my little boy is going through a stage–the terrible twos. At least, that’s what we read in books and friends tell us. And so, I’m going through the “terrible twos” too. Because that’s what Daddies (and Mommies) do. We go through stages with our kids–many of them–some crazier than others. The difference is, we must go through these stages not just as the “adult” in the situation–being the adult isn’t enough–we go through them as the parent…

A guide…

A teacher…

A forgiver…

A “let’s make a good decision together” Daddy…

And we pray.

A lot.

More from Beliefnet and our partners
previous posts

 Não é segredo que o futuro do meia do Real Madrid, James Rodriguez, esteja em dúvida.  O jogador colombiano não viu muito tempo de jogo sob o comando de Zidane, na última temporada, e quer encontrar uma nova equipe que lhe oferecerá mais tempo de jogo.

Muitos clubes estiveram interessados ​​em James, incluindo o Manchester United, mas a demora é justificada por se tratar de uma negociação que envolve muitos milhões de euros. De acordo com o jornal AS, o agente do jogador (Jorge Mendes) ofereceu seu cliente ao Milan enquanto eles chegavam a um acordo para a transferência da nova estrela portuguesa, André Silva.


De acordo com a imprensa, o presidente do Real Madrid, Florentino Perez, disse ao clube de Milão que ele está preparado para aceitar uma oferta na casa dos € 60 milhões (R$ 222 milhões).

Este seria um desconto significativo do preço original de € 70 milhões. No entanto, James tem seu coração definido no Manchester United e está determinado a segurar a sua proposta.

Mas o colombiano pode ter que esperar para concretizar uma transferência para o clube inglês. O Manchester United está atento ao futuro de Cristiano Ronaldo no Real Madrid e está disposto a esperar até o final da janela de transferência para garantir a volta do português.

Com o futuro de Gigio Donnarumma inseguro, após o goleiro rejeitar uma proposta para renovar o seu contrato com o Milan, um acordo envolvendo a troca de Donnarumma com James pode certamente estar nos planos para ambos os clubes. 

 Não é segredo que o futuro do meia do Real Madrid, James Rodriguez, esteja em dúvida.  O jogador colombiano não viu muito tempo de jogo sob o comando de Zidane, na última temporada, e quer encontrar uma nova equipe que lhe oferecerá mais tempo de jogo.

Muitos clubes estiveram interessados ​​em James, incluindo o Manchester United, mas a demora é justificada por se tratar de uma negociação que envolve muitos milhões de euros. De acordo com o jornal AS, o agente do jogador (Jorge Mendes) ofereceu seu cliente ao Milan enquanto eles chegavam a um acordo para a transferência da nova estrela portuguesa, André Silva.


De acordo com a imprensa, o presidente do Real Madrid, Florentino Perez, disse ao clube de Milão que ele está preparado para aceitar uma oferta na casa dos € 60 milhões (R$ 222 milhões).

Este seria um desconto significativo do preço original de € 70 milhões. No entanto, James tem seu coração definido no Manchester United e está determinado a segurar a sua proposta.

Mas o colombiano pode ter que esperar para concretizar uma transferência para o clube inglês. O Manchester United está atento ao futuro de Cristiano Ronaldo no Real Madrid e está disposto a esperar até o final da janela de transferência para garantir a volta do português.

Com o futuro de Gigio Donnarumma inseguro, após o goleiro rejeitar uma proposta para renovar o seu contrato com o Milan, um acordo envolvendo a troca de Donnarumma com James pode certamente estar nos planos para ambos os clubes. 

A Juventus segue confiante na contratação do meia francês, Steven N'zonzi. De acordo com a imprensa italiana, o jogador do Sevilla já teria dado o 'sim' para os italianos, que estão avançando nas negociações com o clube espanhol que não está disposto a receber menos que os 40 milhões de euros (R$ 147 milhões) referente a sua cláusula de rescisão.

No entanto, a 'Velha Senhora' também está atenta as movimentações do mercado de transferência e já teria identificado dois outros jogadores da posição, na Premier League, como alternativas.

O jornal 'Tuttosport' diz que Nemanja Matic, do Chelsea, é uma forte opção para reforçar o meio-campo italiano. Matic é um alvo de Allegri há um tempo e ele poderia deixa o Chelsea com a chegada de Tiemoue Bakayoko, então a Juve está monitorando a situação.

No entanto, o jornal 'Corriere dello Sport' afirma que o alemão do Liverpool, Emre Can, é um dos alvos favoritos do técnico da Juve, Allegri, especialmente que seu contrato com o clube inglês termina no final de Junho de 2018. 

Segundo o jornal italiano, se Can não assinar um novo acordo com os Reds, antes do inicio da nova temporada, o clube inglês pode ser forçado a vender o alemão.

Existem também outras alternativas, como Matuidi. O jogador francês já declarou que quer deixar o Paris Saint-Germain nessa janela de transferência, mas a Inter de Milan parece que está muito próxima de chegar a um acordo com o jogador e o clube francês.

A Juventus segue confiante na contratação do meia francês, Steven N'zonzi. De acordo com a imprensa italiana, o jogador do Sevilla já teria dado o 'sim' para os italianos, que estão avançando nas negociações com o clube espanhol que não está disposto a receber menos que os 40 milhões de euros (R$ 147 milhões) referente a sua cláusula de rescisão.

No entanto, a 'Velha Senhora' também está atenta as movimentações do mercado de transferência e já teria identificado dois outros jogadores da posição, na Premier League, como alternativas.

O jornal 'Tuttosport' diz que Nemanja Matic, do Chelsea, é uma forte opção para reforçar o meio-campo italiano. Matic é um alvo de Allegri há um tempo e ele poderia deixa o Chelsea com a chegada de Tiemoue Bakayoko, então a Juve está monitorando a situação.

No entanto, o jornal 'Corriere dello Sport' afirma que o alemão do Liverpool, Emre Can, é um dos alvos favoritos do técnico da Juve, Allegri, especialmente que seu contrato com o clube inglês termina no final de Junho de 2018. 

Segundo o jornal italiano, se Can não assinar um novo acordo com os Reds, antes do inicio da nova temporada, o clube inglês pode ser forçado a vender o alemão.

Existem também outras alternativas, como Matuidi. O jogador francês já declarou que quer deixar o Paris Saint-Germain nessa janela de transferência, mas a Inter de Milan parece que está muito próxima de chegar a um acordo com o jogador e o clube francês.